PAPAI E MAMÃE NA CRIAÇÃO DOS FILHOS


O relacionamento do parai e da mamãe como casal é de fundamental importância para uma formação adequada dos filhos. Esse relacionamento influenciará decisivamente na formação emocional dos filhos e também no seu caráter. Quando percebem que seus pais confiam um no outro, saberão que podem confiar neles.

O QUE SIGNIFICA CRIAR UM FILHO

A) Gerar filhos, alimentá-los, prover-lhes teto, abrigo e estudos não encerra tudo o que está envolvido em criar filhos. Aos pais é dada a responsabilidade pela formação do caráter da criança. No que tange ao caráter a criança é um livro em branco, no qual eles têm que escrever, argila informe que tem de ser modelada.

B) Os pais devem incutir no filho valores, atitudes e costumes cristãos, conforme o plano de Deus. É claro que a criança possui temperamento inato, que não se pode mudar fundamentalmente. Porém, pode-se formar sua vida ao redor de sua personalidade para que tome a fisionomia moral e espiritual que se deseja (Pv 22.6).

C) Instruir não é meramente dizer coisas à criança e deixá-la fazer o que queira. Significa proferir verbalmente a instrução e em seguida colocar-se ao lado dela com graça e firmeza, levando-a a portar-se da maneira requerida.

D) Educar um filho é como pegar uma planta trepadeira e enroscá-la numa vara, para que cresça naquela direção. Quando os ramos da planta começam a crescer fora da direção, é necessário corrigir o rumo e novamente o colocar na direção. Toda criança é uma planta tenra, incapaz de escolher o caminho que deve tomar. Tal criança não é responsável diante de Deus por sua vida, e sim os pais.

A IMPORTÂNCIA DA FIGURA DO PAI NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS

Ef 6.4: “Vós pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor” .

Cl 3.21: “Vós pais, não irriteis os vossos filhos para que não percam o ânimo”.

A) Neste versículo Paulo refere-se ao pai (sexo masculino). Os pais são os responsáveis pelas áreas material, emocional e espiritual na criação de seus filhos. Sabemos que a figura do pai é fundamental para a vida de uma criança, na formação de seu caráter e personalidade Não estamos com isso invalidando o papel da mãe neste processo. Em outra parte será estudada a grande importância que a mamãe também tem.

B) Muitos filhos têm sérios problemas do desenvolvimento emocional por falta de uma participação ativa do pai. Referimos-nos tanto aos filhos do sexo masculino, como do feminino. As meninas também precisam da figura saudável do pai.

C) O texto diz para os pais não provocarem a ira dos filhos, mas não diz o que pode provocar essa ira.

D) Muitos pais gostam de brincar com seus filhos nos primeiros meses de vida. Falam e brincam bastante com eles nesta tenra idade. Mas, quando vão crescendo, muitos pais param de conversar e brincar com eles; não conseguem se ajustar ás diferentes fases de seus filhos.

O QUE LEVA O FILHO A NÃO CONFIAR NO PAI (E A SE IRAR CONTRA ELE)

1- Um pai que não cumpre as suas promessas
Para os filhos a palavra do papai tem muito valor. Ele fica esperando por aquele horário marcado pelo papai, ou por aquilo que o papai prometeu comprar. Se o pai não vai cumprir ou não pode cumprir, não deve prometer. É melhor não prometer, do que prometer e não cumprir, pois isso vai trazer frustração aos filhos.

2- Um pai que não trata bem a sua mãe
Como se sente um filho vendo que o seu pai trata mal a mamãe? Para a criança o relacionamento de papai e mamãe é a sua segurança.

3- Um pai ausente
Um pai que não se preocupa com a vida de seus filhos leva-os a se sentirem sós e desprotegidos. Um pai ausente não é somente aquele que está fora de casa, mas aquele que, estando em casa, não dedica tempo para eles. Há tempo para a televisão, jornal, algum trabalho, mas não para os filhos.

4- Um pai sem princípios

A) Um pai que não tem princípios bíblicos não tem parâmetros seguros para educar seus filhos. Os filhos não sabem quando vão agradar ou não o papai, pois sua reação vai depender mais de seu estado de humor do que de princípios claros de conduta. Para as crianças, seus pais são como espelhos em que elas próprias estão se vendo.

5- Um pai que não aceita a criança por causa de seus fracassos
Os filhos se sentem inseguros sabendo que não são aceitos pelo pai por ter fracassado.

A) O fracasso faz parte do nosso aprendizado. Quem nunca teve um momento de fraqueza ou erro? O fracasso traz grande oportunidade para o pai se aproximar de seu filho, se identificar com ele, colocando-se ao seu lado como alguém que o compreende e pode ajudá-lo.

B) Isso não é aceitar passivamente o fracasso, mas encorajar o filho a vencer os próximos obstáculos.

O PAPEL DA MÃE NA EDUCAÇÃO DO FILHO

1- Na formação do caráter

A) As mães têm um grande privilégio em relação aos filhos, pois elas passam o maior tempo com eles. Este é o padrão de Deus para a família. As mães têm a grande oportunidade de ensinar aos seus filhos muitos valores do reino de Deus, como amar a Deus, amar e respeitar o papai, e, portanto como entender o princípio da autoridade espiritual, como se relacionarem com os irmãos e amiguinhos, a manifestarem um espírito sereno e tranqüilo. A mãe presente tem a oportunidade de passar sua própria maneira de se conduzir para a vida do filho. A influência da mãe ficará gravada na criança por toda a sua vida.

B) Nos tempos modernos a mulher tem se ausentado desta benção de Deus, trazendo grande prejuízo para a formação dos filhos. O mundo tem incentivado as mulheres a trabalhem fora do lar, deixando os seus filhos com estranhos. É claro que, muitas vezes, isso é necessário para suprir as necessidades da casa, mas essa imposição do mundo não deve ser aceita como coisa natural e deve ser evitada.

2- No treinamento para a vida

A) As mães têm o privilégio de treinar seus filhos desde a tenra idade nas tarefas básicas da casa e desenvolver responsabilidades (é claro, com ajuda do papai).

B) Também vai ensiná-los a se alimentarem bem e a desenvolverem bons hábitos, como organização, cooperação e cortesia.

AS CRIANÇAS APRENDERÃO PELO EXEMPLO DAS MÃES
As mães devem:

A) Buscar de Deus autocontrole sobre suas reações. Na verdade, o domínio próprio faz parte do fruto do Espírito Santo (Gl 5.22-23), que Deus já nos tem dado em Cristo. Isso será exemplo para seus filhos;

B) Ser brandas ao falar com os filhos (Pv 15.1). Uma autoridade hostil, terá uma obediência hostil;

C) Expressar amor verbal para seus filhos;

D) Elogiar seus filhos por aquilo que faz bem e ajudá-lo no que precisa melhorar, sem criticá-lo como pessoa;

E) Falar bem de seu marido para seus filhos, desenvolvendo neles amor e respeito pelo pai.

F) Fazer seus filhos cumprirem as determinações que o pai lhes deu;

G) Plantar a Palavra de Deus no coração de seus filhos, lendo com eles a Bíblia;

H) Orar com seus filhos. Muitas pessoas dizem que não existe manual de instruções sobre criação de filhos, mas isso não é verdade. O Criador das crianças nos manda, juntamente com os filhos, um manual de instruções, para que Seu presente seja devidamente apreciado. Quando os pais seguem as instruções, podem estar certos de que irá desenvolver o potencial e as habilidades em seus filhos, formando seres maravilhosos para a glória de Deus. A mãe e o pai precisam estar em acordo sobre como educar os filhos. A falta de acordo acarretará muitos transtornos. As crianças perceberão e jogarão com isto. A mãe precisa ensinar limites para seu filho. As crianças que são criadas num lar onde há limites claros e definidos crescerão seguras e tratáveis. Nossa responsabilidade, como pais, na criação de filhos, vai além de nosso próprio entendimento. Por isso Cristo deve ser o centro do lar, para que a capacidade e a força venham dele e possamos cumprir este ministério que Deus nos conferiu. Estamos formando os futuros homens e mulheres da nossa nação.

PORQUE OS PRIMEIROS ANOS DA CRIANÇA SÃO CRUCIAIS

A) A criança nasce sem um caráter definido, pois sabemos que o caráter é formado pelo ambiente que ela vive, muito embora cada criança nasça com traços distintos de temperamento;

B) Muitas pessoas podem influenciar na formação do caráter das crianças, inclusive pessoas sem princípios éticos, morais e bíblicos. Os pais devem estar atentos a isso, e daí a importância da mãe estar presente nos primeiros anos da criança;

C) Todavia, não é somente estar em casa, mas estar preocupada em formar um caráter segundo o coração de Deus nos seus filhos, que reflita a Cristo. Há mães que ficam em casa, mas deixam que a televisão forme o caráter de seus filhos;

D) A bíblia nos fala que a avó e a mãe de Timóteo tiveram grande influência em sua vida. Vemos também a grande influência da mãe de Samuel e da mãe de Moisés.

COMO A MÃE PODE ABENÇOAR OS SEUS FILHOS?

1ª) Sendo temente a Deus;

2º) Sendo sujeita a seu marido;

3ª) Aproveitando o tempo para trazer ensinamentos bíblicos para os filhos;

4º) Tendo um coração grato.

 

LER APÊNDICE 07 - OS PRIMEIROS ANOS DA CRIANÇA


PERGUNTAS

1- O que pode provocar ira nos filhos?

2- Por que é fundamental a figura do pai na formação do filho?

4- Você já se sentiu rejeitado na infância?

5- Você compara seus filhos com outras pessoas quando eles erram?

6- No terceiro ponto desta lição (O que leva um filho a não confiar no pai) quais são os pontos que você precisa melhorar?

7- Mamãe, você tem dedicado tempo para seus filhos, ou outros tem influenciado na vida deles?

8- Porque os primeiros anos da criança são muito importantes?

9- Como vocês aplicaram esta lição nesta semana? Tiveram alguma dificuldade?

 

Deus abençoe sua vida profundamente!
Pr. Álvaro J. R. Neto